domingo, 1 de junho de 2008

Poemas de Junho


Pois é ,já estamos no mês de Junho.
Confesso que me surpreende o fato do tempo parecer passar tão rápido.
Este ano estou sobremaneira atarefada, e gosto disso.
Que seja leve a semana de voces.
Deixo aqui o meu beijo e um poema de além mar.

Poemas de Junho

Chegam-me os poemas de Junho
devagar
uma letra
depois outra…
Surpreende-me uma vogal
uma vírgula
Sinais de um tempo que se escreve
com palavras frias
mas aconchegantes
Frases inteiras por vezes
outras quebradas
vindas de longe
partidas pela viagem do sol
que deixa os dias mais curtos
são anúncio de um novo ciclo
ensinando a soletrar a vida
Que nos devolve o lugar de um qualquer objeto prosaico
que já teve outros lugares
noutros junhos

Luanda, Junho de 1998*Manuel Dionísio**(poeta luso-angolano; poema do livro “Palavras como resgate”)

3 comentários:

Deka disse...

Belíssimo!
Boa semana...Bom junho...

Paulo Roberto disse...

Bem verdade, o poema esta muito belo.
O mês junho já é.
O ano ja é metade do inteiro.
Passou muito rapido mesmo
Abraço!

Sumaya disse...

Gostei do pema, faz tempo que ão apareço por aqui, mas é sempre bom rever lugares onde você se sente em casa, abraço.