terça-feira, 7 de março de 2017

papel de arroz

Se nao dói, nao é amor. Dói de saudades, dói de boniteza,Dói, porque desnuda.A pele da alma fica sensível e delicada como papel de arroz .Se voltar frio, doí,por razoes óbvias, melhor esquecer. Se volta morno é pior que frio, é desprezo , descaso, indelicado,desonesto, doí oco, esqueça mais rápido ainda.Se volta quente, acolhe mas , dói , pela incerteza do futuro e a vontade de que nunca se acabe .Doi, pela persistência da memoria dessa pele.Mas , apesar disso,se vem na medida certa de calor e umidade , adere e doi , de tanta gostosura... Amor pra ser, dói ! ,Ja amou sem doer ? conte - me como foi... perguntou eu, essa Eliana dolorida que vos escreve

Nenhum comentário: