quinta-feira, 10 de abril de 2008

Flores de Abril

Abril.
Brasilia tem uma árvore linda para cada estação.
O outono trouxe com ele a exuberância cor de rosa das flores da paineira, essa bela árvore de nossa floresta seca.
Meu filho a chama de árvore grávida.
Seu tronco cheio saliências espinhosas, casca estriada e um volume que se assemelha a um ventre fazem com que seja uma árvore que se destaca entre as outras.
Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!Ano passado o calor excessivo fez com que em pleno início de fevereiro elas explodissem em flores antes do tempo. A produção de frutos foi menor e as jandaias que fazem festa se alimentando com os bagos ficaram prejudicadas.
Este ano choveu além do normal e as paineiras aqui perto de casa ficaram confusas e somente agora começam a florir .
As jandaias e os periquitos estão ansiosos...Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!
Sábado passado uma veio até nossa janela tentar “roubar” o jiló que deixamos para o canário.
Estão famintos. Coisas do aquecimento global.
Estava meditando sobre isso. Água é essencial para qualquer ser vivente seja ele animal ou vegetal mas, se for oferecido além do necessário, fora de hora ou em menor quantidade que o limite mínimo o desequilíbrio é certeiro.
Assim são os sentimentos. O amor é essencial para o equilíbrio de todo ser humano, isso não é novidade.
As vezes o amor me parece uma paineira que se não for regado adequadamente deixa as “jandaias” que se alimentam dele confusas,famintas, a mingua...Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!
Há paineiras afetivas que recebem um bombardeamento de atenção, cuidado ao extremo, diuturnamente, sem dar e ter tempo de absorverem todas as informações. Arrefecem-se e não florescem por sufocamento.
Nenhum amor dura muito tempo assim. Portanto pessoas que tendem a sufocar o seu objeto de amor acabam por ficar solitárias, não por incapacidade de amar e sim por não saberem administrar as doses de seu afeto.
No cuidado do amor há uma necessidade de momentos de distanciamento, para que as raízes respirem e também tenham tempo de absorver os nutrientes, esticar os galhos, criar novas necessidades do outro...
Saudade pode ser sáudável.
Por outro lado, há paineiras que vivem numa seca afetiva, uma ansiedade de cuidado . Acontece que o pouco que recebe é potencializado, idealizado e eclode em flor,solitária...
Um eremita, com afeto unilateral .
Não produz frutos pois precisa de polinização e esse tipo de sentimento tende a morrer nesse estágio, somente flores efêmeras que jamais formarão frutos de qualidade para alimentar as “jandaias”.
Não há formula mágica para relacionamentos, nem acredito no fator sorte.
Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!Toda ligação afetiva possui seus espinhos, alguns inclusive que não podem ser removidos. Se faz necessário aprender a conviver com eles.
Viver é somente um grande laboratório afetivo aonde vamos testando esses elementos, suas dosagens e prescrições.
Cada um tem que manipular sua própria receita e o bom senso e equilíbrio são eficazes dosadores,no mínimo, bons conselheiros.
Tomara que todos nós possamos alimentar nossas aves interiores com o melhor das flores e frutos da paineira que cultivamos.
Sem mais, deixo beijos cor de rosa nessa linda tarde de outono.

Paineira .
Brasilia- Distrito Federal-Brasil

23 comentários:

iA! acosta disse...

pouts! adoro flores! tãão lindas e singulares!

parabens pelo blog! bem diferente!
beeijo

[se puder, visite: http://qqpalavrabonita.blogspot.com/]

~ Genaro disse...

Obrigada pelo comentário no blog !
pelo jeito minha amiga chegou primeiro hehe
mais nao tem importância, agradecimentos e elogios nunca sao de mais !
mais ao contratrario dela nao me ligo muito em flores, nao faz meu gênero hehe
bjos e bolte sempre ;)

iA! acosta disse...

msm gostando das flores, devo dizer q me interessei mesmo pela analogia! (:

aproveito ateh pra pedir ajuda aqui, oq vc diria sobre uma paineira q recebe certos cuidados em excesso, mas insiste em receber antes de florescer aqueles cuidados, nem tão vitais assim, mas de quem lhe nega afeto!? ea fica confusa com a época certa, ou floresce msm assim, na ctza q o encanto das flores irão atrair a nuvem teimosa?

vaaleo (:

Theo disse...

Como sou desprovido de inteligência, não posso ou não tenho idéia a comentar. só a dizer que li teu texto e gostei muito

Nana Lopes disse...

Ia...
Também faz parte do nosso crescimento selecionar de onde vem o cuidado.
As flores nada podem fazer para isso pois são inertes e não podem mudar de lugar,mas voce pode e deve se livrar do que não é perene, do que não é compartilhado.
Amar não precisa de retorno,mas
se esta falando de afeto, amor do tipo Homem/mulher, (partindo do principio que voce seja hetero,mas pode ser usado exemplo para os gays), amor assim, só vale a pena se for correspondido.

caio arroyo disse...

So com belas palavras como essa escritas por voce, apra ficar bonito abril para mim, acho uma epoca meio escuro, e tambem bela foto que ajuda para terminar o texto

iA! acosta disse...

obrigada por responder! aliás, faz bastante sentido e foi bem esclarecedor! (:

[soh me resta descobrir como eh q a gente tem ctza d q eh sincera a tal reciprocidade... mas acho q no fim ngm tem ctza neh!? a gente simplesmente se arrisca, senao n seria amor!]

beeijo

Nanamada disse...

Essa é a magia do amor Ia!!
Boasorte!

Mariana disse...

ah...que saudade de Brasilía!
acho a cidade simplesmente LINDA! tanto na seca quando no período de chuvas...

bela comparação com o amor que vc fez aih...e é exatamente isso mesmo.

Pedro Ojeda Escudero. disse...

¡Qué bellas fotos florecidas! El día 8 dediqué un post a las flores de abril.
Besos, Nana.

Susanna Martins disse...

As fotos são lindas, bem reais, parabéns!
E é claro que eu não devia deixar de parabenizá-la pelas belas palavras, um texto esplêndido. Bela comparação entre essa bela natureza e os nossos sentimentos. Mas infelizmente o ser humano vem tentando acabar com tudo com o amor, com a natureza, com todos os sentimentos verdadeiros existentes... mas sempre há esperança, sempre vem as flores para alimentar esse pássaros famitos. E as flores somos nós que acreditamos em todas as formas de amar e podemos mostrar para quem ainda não acredita que ainda há esperança, pois as flores sempre voltam a brotar.
Um abraço!

Home Broker disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Home Broker, I hope you enjoy. The address is http://home-broker-brasil.blogspot.com. A hug.

Hugo disse...

Belas palavras.. mas o end. do blog é o melhor.. rs.. Muito bom...

¤ Ð∂ηïєℓα Pïrєﻜ ¤ disse...

q lindooooooooooo
aahhh queria q minha cidade tivesse um visu tão bacana assim
ou pelo menos o jardim da minha casa hahahaha
xD
Bjinnn

Tom disse...

Realmente, é uma linda
árvore, de belas flores.
Beijos Nana!

www.indicacao.wordpress.com

Apenas "eu" Luis felipe ! disse...

com essas lindas palavras suas, acho q vc futuramente conseguira uma cadeira na academia brasileira de letras.rsrsrs.to brincando ta. seu blog ta muito legal parabens.fui...

http://noticias-irrelevantes.blogspot.com/

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

vim deixa mais um pitaco aqui ^^
linda post
imagens cheias d cor ein :p

http://ehtudoloco.blogspot.com

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Bela composição, fotos e poema...
Fluido perfeitamente, e as flores, inspiração para texto belos e intensos como os seus... Afeto, ligação direta ao coração, a beleza das flores, dos dias ensolarados, das boas letras...
Muito bom...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Dedinhos Nervosos disse...

Nossa, que árvore mais linda! Gostaria muito ter visto alguma tão florida quando estive aí em janeiro ou agosto. Com certeza teria pedido pra parar o carro pra eu tirar um foto bem pertinho delas.
Bjos.

Natália Coelho disse...

Linda árvore,belo texto!
Já o amor,esse aí agente nunca sabe quando devemos regar,o que vamos colher,se renderá frutos ou morrerá no meio do caminho.

Adorei!

Abraços

paula barros disse...

Que comparação maravilhosa com o amor, com o sufocar o outro.
Me emocionei pelas fotos. Pela descrição da natureza, pela comparação.
Por falar de Brasília. Tenho uns laços afetivos inexplicáveis com algumas pessoas que aí estão.
Só pessoas virtuais, e sinto um carinho incrível.

muito lindo, maravilhoso.
beijos

paula barros disse...

Que comparação maravilhosa com o amor, com o sufocar o outro.
Me emocionei pelas fotos. Pela descrição da natureza, pela comparação.
Por falar de Brasília. Tenho uns laços afetivos inexplicáveis com algumas pessoas que aí estão.
Só pessoas virtuais, e sinto um carinho incrível.

muito lindo, maravilhoso.
beijos

Ricardo Rayol disse...

essa foto tinha que ser tirada em maio ao por do sol.... fica a sugestão.