quarta-feira, 16 de abril de 2008

Calendários

Em tempos de imagens virtuais, os calendários também os são.
Hoje procurei em casa um calendário para marcar o dia do aniversário do Tuty e não encontrei nenhum. Terei de fazer um pra ele acompanhar concretamente o passar dos dias.Coisa de criança de 8 anos...
Quando eu era menina na década de 60 ,inicio de 70 para ser mais exata, os calendários (ou as chamadas folhinhas) eram muito importantes para nosso dia a dia , principalmente aqueles que vinham com fases da lua.
Tinhamos a mania de marcar datas importantes e cortar o cabelo somente após consultar o calendário lunar.
No final do ano era de hábitos o comércio presentear aos clientes com suas "folhinhas".
Acho que os velhos calendários foram minhas primeiras referências visuais,primeiras imagem impressas que eu li.
Sim,somos alfabetizados visualmente...
As pin-ups costumavam ficar em locais de muito movimento masculino como barbearias e oficinas, as imagens de fazenda estadunidenses com crianças louras e rosadas vestidas de macações Jeans e camisas xadrez com seus animaizinhos de estimação. O modo americano de viver era bem forte nesse periodo.
Paisagens (Norte americanas e Europeias com suas nevascas), naturezas mortas ( normalmente com frutas não tropicais),pintura da Belle Époque, Renascença,Romantismo e Rococó.
Muito comum também eram as imagens de anjos da guarda ,Jesus batendo à porta ,virgem Maria.
Quem nao se lembra da pintura do menino chorando?
Quem é da minha geração com certeza se recorda.
Há quem colecionasse calendários, tantos osde parede quanto os de bolso.
Não raro os homens possuiam em suas carteiras um pequeno calendário de bolso com uma mulher nua.
Recordo-me o dia que eu abri a carteira de meu tio e vi um desses calendários e o quanto meu tio ficou constrangido. Hoje em dia temso nus me plena programação de tv à tarde, em out doors.
Me lembro que ficava viajando por muito tempo por essas imagens,imaginando as situações ali impressas...
Há uma imagem antiga que em especial ficou gravada em minha mente e sempre quis descobrir de quem era. Ficava impressionada quanto ao fato desses homens sentados numa altura tão grande, imaginava o perigo que eles corriam e as vezes pensei que poderia ser uma imagem de mentira.
Somente depois de adulta pude saber do nome do fotógrafo dessa imagem de calendário. Charles Ebbets (1905 - 1978) ator, piloto de carros de corrida, caçador, pescador e piloto aeronaves, foi contratado para documentar a construção do Rockefeller Center, em Nova York durante o período da depressão, nos Estados Unidos, na década de 30 Anos. Os trabalhadores que constroem a RCA Edifício de Rockefeler Center, em Nova York, teve uma interrupção do seu trabalho para o almoço sentado em uma viga de aço a uma altitude de 800 metros acima do solo. Este ícone, uma das imagens mais reconhecidos do mundo, pertence à coleção O Bettmann Archive.
Bettmann Archive, fundada por Otto Bettmann em 1936, contém uma coleção de 11 milhões de fotografias e inclui algumas das melhores imagens históricas dos Estados Unidos. Atualmente, o arquivo pertence à empresa Corbis, propriedade de Bill Gates. A imagem, que na época atuava como um documento denunciando as condições de trabalho dos Estados Unidos depois da depressão, perdeu todo o seu simbolismo como um documento histórico e social. A primeira imagem foi desvirtualiza e tornou-se um objeto sobre venda de marketing. Sempre que a quota de sócio-histórico documento está perdido.

24 comentários:

Agda Gabriel disse...

Impressionante...eu nunca tinha parado para analizar meus aprendizados por esse angulo. Em todas as casas haviam caléndarios pregados na parede, geralmente na cozinha. Somente minha mãe tinha o poder de atualizar arrancando a folha do mês que se findava. Quanta coisa a gente esquece ou deixa da dar importância. Adorei o post, um abraço pra vc.

Marcus Vinicius disse...

passei pra agradecer a visita!
um abraço
teu blog muito bom
e q bom q vc gostou doq eu escrevi!
flw

¤ Ð∂ηïєℓα Pïrєﻜ ¤ disse...

bahh nunca analizei por esse lado
gostei do texto...

Flá Absolut disse...

Nossa, que texto!!!!

Gostei muito... e essa foto, que vc postou, eu acho muito linda sabia.....parabéns

ραυℓιинσ_ѕαитιѕтα disse...

Hum..

TExto intrigante este!

Flá Absolut disse...

Olha eu aqui de novo

ah, essa música do seu blog é lindaaaa, toca no filme Blade Runner.....

Thaíssa Vasconcelos disse...

hahah...no mínimo interessante.

Carol disse...

É mesmo... calendários por todos os lados.. Tinha aqueles com fotos de cachorrinhos e gatinhos em cestos.. eheheh... obrigada pela visita...

Nanamada disse...

SIm essa musica é do Vangelis e faz parte da trilha sonora do filme Blade Runner o caçador de androides

Tom disse...

Até hoje é de praxe os Comerciantes presentearem os clientes com Calendários, pelo menos na minha cidade rsrsrrsrs...

www.indicacao.wordpress.com

Paulo Neto disse...

com certeza tenho sentido falta de calendarios, parece que daqui a algum tempo nem papel vai existir mais, ja que tudo que se faz é na p***a do celular hoje em dia =[

Alexander Bastos disse...

vou mandar fazer um calendário 2009 com o tema do meu blog, esse ano to usando da mercearia huhauha

Os melhores sites PTC disse...

Agora tudo virtual..

Não uso mais papel.

Agora anotações é no palm top.


Abraço te++

Euzer Lopes disse...

Prima, me ajude? Como faço pra colocar um "álbum de figurinhas" pequeno, como o seu? O meu sai muito grande!

Jonathan Alves disse...

Voltei. ^^
Não concordo muito, mas como é minha volta, não questionarei. rssss

Jonathan Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Banzooo disse...

"Tinhamos a mania de marcar datas importantes e cortar o cabelo somente após consultar o calendário lunar." ... fui criança na década de 80, mas lembro de minha falando q ir ver na 'folhinha' q lua era, antes de cortar o cabelo...
Calendário de papel é nostálgico... eu ainda uso...

[Vanessa B.]

Banzooo disse...

"Tinhamos a mania de marcar datas importantes e cortar o cabelo somente após consultar o calendário lunar." ... fui criança na década de 80, mas lembro de minha falando q ir ver na 'folhinha' q lua era, antes de cortar o cabelo...
Calendário de papel é nostálgico... eu ainda uso...

[Vanessa B.]

JoJosho disse...

Attention! See Please Here

Pedro Ojeda Escudero. disse...

Nunca he llevado un calendario de mujeres desnudas ni de chistes soeces. En cambio, me hubiera gustado llevar uno con esa magnífica foto.
Besos, Nana.

Susanna Martins disse...

É verdade, hoje em dia não vemos mais calendários nas paredes e são poucas as lojas que ainda distribuem os mesmos!
Muitas pessoas recortavam as fotos e faziam quadros, e tinha aqueles que deixavam nas paredes até que o tempo fizesse o trabalho de estragá-los.
Aquelas casinhas simples do interior ainda consegue ter essa imagem dos calendários, mas não são mais fotos bonitinhas e fofinhas que viam antigamente...
Mas o tempo vai passando e vamos perdendo algumas coisas, só as lembranças que não se apagam.
Parabéns pela postagem!
Abreaços,
Sú Martins

Menina mãe! disse...

oi Nana eu gosto de calendarios aqui em casa tem um em cada comodo. Sabe que até hj minha mãe tem essa supertição de só cortar o cabelo após consultar o calendario lunar, rsrs! será verdade??

beijão linda!!!

Naninha disse...

Pessoas.Estou gostando de ler suas recordações sobre calendário...
*Menina mae, eu nem sei se funciona,mas ate hoje ainda só corto o cabelço da lua crescente pra cheia, e meu cabelo diga-se de passagem é ate bonitão,kkkkk.
Nao vou mudar o time que ta ganhando ne?

Edson Marques disse...

Quando eu era pequeno tabém adorava calendário. Hoje, não mais. Talvez para não "ver" o tempo passando... Abraços, flores, estrelas..