sábado, 12 de abril de 2008

Poema para uma noite quente de outono...


Perfume Exótico

De olhos fechados, quando, alta noite, no outono,
Respiro o cheiro bom dos teus seios fogosos,
Vejo entreabrir-se além cenários deleitosos
Cintilando ao ardor de um sol morno de sono:
Uma ilha preguiçosa e molenga e sem dono
Em que há árvores ideais e frutos saborosos;
Homens de corpos nus, finos e vigorosos,
Mulheres cujo olhar tem franqueza e abandono.
Guiado por teu perfume às paragens mais belas
Vejo um porto a arquejar de mastros e de velas
Ainda tontos talvez da vaga alta que ondula,
Enquanto um verde aroma dos tamarindeiros,
Que passeia pelo ar e que aspiro com gula,
Se mistura em minha alma à voz dos marinheiros.


O poema acima é de Charles Beaudelaire acho que um dos maiores poetas do Século XIX, e grande influenciador da poesia internacional,principalmente as que tinham uma inclinação simbolista. Dizem que de seu estilo de vida originaram-se na França os chamados poetas "malditos". Foi inovador, as vezes polêmico, um revolucionário em seu próprio tempo. Hoje ele ainda é muito conhecido, não somente como poeta, mas também como crítico literário e por estudantes de artes. De uma maneira rara e peculiar ele uniu seu jeito radical de ser e seu brilhantismo.
Baudelaire foi alguém que não passou desapercebido...
Aqui abaixo deixo o poema musicado. Para quem estuda Francês, sei que irá saborea-la.

free music


Aproveitem a noite e seus perfumes.
Beijos!

18 comentários:

ED CAVALCANTE disse...

ESSE POEMA E ESSE FUNDO MUSICAL SUGEREM UM CLIMA NOSTLGICO. UM CAFÉ PARISIENSE NOS ANOS 30, QUEM SABE! rssss

Benó disse...

Olá menina! Bem aparecida no Atelier! Tinha estranhado a sua ausencia!
Gosto de a ler!
Bom fim de semana com muita música e lindas flores, como da sua postagem anterior.
Um abraço grande!

Conquistadores (Didixy) disse...

Olá. Hj estou passando apenas para agradecer por suas visitas. Estou agradecendo todos que andam comentado por lá.

Até +
_________________________
www.conquistadoresdm.blogspot.com

Fabio disse...

mt bom seu blog,otimas postagens, parabens

Rafael Puime disse...

Nossa, muito bom a fusão poema + música! Extremamente envolvente e relaxante! Muito bom mesmo!
O Blog tá ótimo, moça!
Grande Beijo!

Senhorita Altendorf disse...

Lindo, perfeito, maravilhoso!!!
Adorei esse blog!
Considere-se linkada!

passe na caixa um dia desses:
www.teluricaalten.blogspot.com

Jeremias disse...

Beaudelaire é de mais. Não conhecia esse poema, ainda. Belo, sublime... Tema a capacidade de nos transportar...

Cleverton Aires disse...

LIndo blog, abraç0s :)

Denise Machado disse...

Estava sentindo Zeca Baleiro invadir minha cabeça com Bicho de Sete cabeças e olhando o mar pela janela, quando entrei no seu Blog.
Charles Beaudelaire é um capitão e todos os marinheiros nesse mar que vislumbrei na tela.
Faltou vc pra prosear.
Beijo.

Pedro Ojeda Escudero. disse...

Baudelaire siempre es oportuno. Gracias por traerlo aquí. Besos desde un domingo lento y lluvioso.

blog disse...

Um belo soneto desse que é dos melhores simbolistas, Nana. Ao lado de Mallarmé, Rimbaud, Lautreamont e Verlaine, forma o que há de melhor na Paris do fim do século XIX.
Um titã que se iniciou parnasiano mas que, com Les Fleurs du Mal, criou outro rumo para a poesia do Ocidente.
Valeu a lembrança.

Abraços, menina.

universitários fai disse...

otimo poema... gostei bastente do seu blog...

parabéns!!!!

Euzer Lopes disse...

Prima: seu blog parece uma peça musical de teatro.
Lindíssimo!

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

lindo!

demais!

boa semana!!!

http://lucasjdeoliveira.blogspot.com/

Marcos Costa Melo disse...

Nossa, que coincidência, hoje fiquei sabendo do falecimento de um amigo que estudou comigo no ensino médio e ele citava Beaudelaire direto...

abraços

Conquistadores (Didixy) disse...

Sabe o que eu mais gosto dos seus poemas, é as músicas que tocam em seu blog. Maravilhoso. Realmente relaxante.

bjs

_____________________________
Conheça novas bandas e cantores em mais uma edição do Música Massa.

www.conquistadoresdm.blogspot.com

Blogs Recomendados

www.mundodosc.blogspot.com

Ricardo Rayol disse...

intrigante como ele fala dos homens nus e a mulher ele passa batido... será por que é francês?

Dedinhos Nervosos disse...

Mesmo não entendendo nada de francês, eu amei escutar o poema. Na verdade, algumas coisas nem precisam ser compreendidas para sentirmos, não é? Beijo.