quinta-feira, 6 de março de 2008

Cecília Meireles- A poetisa da Alma-1901-1964


“- Houve um tempo em que a minha janela se abria para um chalé. Na ponta do chalé brilhava um grande ovo de louça azul. Nesse ovo costumava pousar um pombo branco. Ora, nos dias límpidos, quando o céu ficava da mesma cor do ovo de louça, o pombo parecia pousado no ar. Eu era criança, achava essa ilusão maravilhosa, e sentia-me completamente feliz. (...)”
(Arte de ser feliz, Escolha seu sonho)

Lá está ela. Janela aberta ao sol. Observo seu vulto à distância . Percebo a respiração profunda que sorve lentamente o ar fresco e puro da manhã. Debruça-se sobre o parapeito e fica a contemplar o jardim. Parece estar completamente feliz. Respeito este momento de sua intimidade, espero um tanto para me aproximar e provocar esta conversa imaginária, mas perfeitamente possível. Ouço o chamado em voz quase imperceptível: Vinde ouvir a história da vida ...
Cecília Meireles é de uma densidade extremamente feminina.
Sofreu grandes perdas ainda em tenra idade e isso acrescentou-lhe sensibilidade extra.
Poeta e educadora, arriscava-se também no mundo da música.
Lutou pela reformulação da educação ,em seus artigos sobre política, educação e cultura, defendia uma política menos casuísta e uma educação moderna.
Também ousou romper com os habitos,costumes e tabus de sua época ficando uma bandeira que deixou sua marca para sempre na História Brasileira como defensora da idéia universal de democracia, numa década em que o mundo vivia o periodo entre duas Grandes Guerras.

“A vida só é possível reinventada”

8 comentários:

Bill disse...

É sempre muito bom lembrar de artistas verdadeiras como Cecília Meireles, Naninha!!!!! Tô contigo e não abro!
Bjooosss!!!

Pedro Ojeda Escudero. disse...

Gracias por darme a conocer a esta autora. Buscaré su obra.
Besos.

Tyaguim disse...

Conheço pouco dela!
“A vida só é possível reinventada”
Gostei disso...
Vim visitar-te e lembrei que você me desafiou...
Doze palavras. Eu as tenho que fazer!rs
Abraços

ED CAVALCANTE disse...

NANA, SUA PÁGINA ESTÁ LINDÍSSIMA! CECÍLIA MEIRELES É POÉTICA ATÉ NA PROSA, FALA DA INFÂNCIA COMUMA SIMPLICIDADE MARAVILHOSA, ADORO ESSA MULHER!

BUSHIDO disse...

q blog!!

parabens..
chico buarque ??
qeh isso.. incrivel.. cecilia.. divina..

parabens ... mesmo!!!

www.gatame.blogspot.com

teh mais

Theo disse...

Meu Blog tem Influências poeticas

Alberto disse...

Está melhor? Espero que sim. Muito bonito (como tudo neste blog) o post sobre Cecília Meireles. A propósito de Cecília, veja pf o post http://galenatranscendental.blogspot.com/2008/03/carta.html do meu blog.
Obrigado pelo link. Colocado da mesma forma do lado de cá.
Um abraço

Anônimo disse...

Fiquei muito feliz ao encontrar o post sobre Cecília Meireles. de fato a sua obra tanto em verso quanto em prosa encantam a nossa alma, tornando-a mais leve mesmo quando fala de perdas, ou do desconcerto do mundo. Há sempre uma possibilidade de leveza através do belo que emana de sua poesia.Parabéns pelo blog. aproveito para convidá-la a acessar o blog Navegando com Cecília Meireles, dedicado a sua crônica. O endereço é: http://mvals.blog.uol.com.br
Abraços,
Maria Valdênia