domingo, 11 de novembro de 2007

Vai rápido não!Devagarece.Depressa é censurar a paisagem. - Beto Mafra


Há uma pessoa cuja as coisas que vai escrevendo à revelia vou colecionando. Frases, hai-kais, amenidades,mas sempre com alto teor poético e bem humorado.
Tenho grande afinidade intelectual,de temperamento,humor e mineirice . È meu amigo de infância,melhor, de adultescência.
Na verdade não nos conhecemos na infância,alias, pela diferença de idade ,que não é grande,tivéssemos nos encontrado na infância seria praticamente inviável brincarmos juntos pois certamente , pestinha que era, me chamaria de pirralha ou seria "café com leite" nas brincadeiras (risos).
Desfrutamos da deliciosa liberdade de expressão que a idade adulta nos permite, da relativa maturidade,experiências de vida,da bendita tecnologia,que possibilita encontros e conversas mesmo cada pessoa estando no conforto de seus lares em localidades diferentes desse mundão de Deus .
Parceiro de molecagens ,quando nos encontramos,ultimamente com menos frequência, sempre é festa e muita risada,tudo isso com a esfarrapada desculpa de sermos do signo de escorpião. Nas palavras dele somos "armas gêmeas" pois ao mirarmos ou elegermos um asssunto ,pessoa, coisa ou objeto para destilar nosso veneno escorpio-humoristico o papo rende como uma partida de volei,um saca e o outro corta e por ai vai. Morro de rir quando Inácio ainda da munição pra esse mineiro maluco.
Dia 17 de novembro fará aniversário portanto resolvi declarar aberta uma semana mineira em homenagem a essa figurinha que gosto e admiro muito.
Para voce Don Deboche de la Mula Manca uma postagem cheia de imagens e frescurinha que só de pirraça estou fazendo pois sei que voce não gosta dos carros alegóricos virtuais,KKKKKKKK.Felicidades Beto Mafra!!

Canção Amiga
Carlos Drummond de Andrade-Milton Nascimento

Eu preparo uma canção
em que minha mãe se reconheça,
todas as mães se reconheçam,
e que fale como dois olhos.

Caminho por uma rua
que passa em muitos países.
Se não me vêem, eu vejo
e saúdo velhos amigos.

Eu distribuo um segredo
como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural
dois carinhos se procuram.
Minha vida, nossas vidas
formam um só diamante.
Aprendi novas palavras
e tornei outras mais belas.

Eu preparo uma canção
que faça acordar os homens
e adormecer as crianças.



Comentário cultural , monetário e sentimental -
Esse poema Canção Amiga foi musicado por volta de 1978 pelo carioca mais Mineiro do Brasil, Milton nascimento. Não tenho essa informação,mas imagino Carlos Drummmond feliz e satisfeito com o resultado pois a melodia ficou lindisssima,arranjo,criança cantando,enfim, é primoroso,emocionante.
Em 1989, Drummmond já havia morrido,então, foi lançada a cédula de 50 cruzados novos, que homenageava o querido poeta mineiro de Itabira,também escorpiano ( nasceu em 31 de outubro de 1902) trazia no anverso da cédula este poema tão lindo e cheio de sonhos sobre paz e igualdade. Infelizmente, com a espiral inflacionária e a desenfreada mudança de moedas que passou de cruzado novo para cruzeiro,depois cruzeiro real e assim por diante a homenagem durou pouco,acredito que também caiu no esquecimento na memória do povo. A cédula saiu de circulação em outubro de 1992. Eu tenho uma guardada até hoje,acredito que inconsciente pelo poema,pelo poeta...Hoje a cédula vale somente uns 25 reais no mercado de comercialização de notas e moedas para colecionadores,mas a certeza de que o sentimento de amizade,esse sim não tem valor e nem fim.

2 comentários:

Anônimo disse...

E que as crianças cantem livres (Taiguara)
O tempo passa e atravessa as avenidas, o fruto cresce, pesa e enverga o velho pé, o vento forte quebra as telhas e vidraças e o livro sábio deixa em branco o que não é...
Pode não ser essa mulher o que te falta, pode não ser esse calor o que faz mal, pode não ser essa gravata o que sufoca ou essa falta de dinheiro que é fatal...
Vê como um fogo brando funde um ferro duro, vê como o asfalto é seu jardim se você crê, que há um sol nascente averelhando o céu escuro, chamando os homens pro seu tempo de viver...
E que as crianças cantem livres sob os muros e ensinem aos que não sabem amar sem dor, e que o passado abra o presente no futuro, que não dormiu e preparou o AMANHECER.

Um verdadeiro poema musical, como as demais dele...Ítalo

Nana Lopes disse...

Ìtalo.obrigada pela visita. Essa música é belissima e foi uma linda lembrança. Aprecio muito Taiguara.Obrigada