sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

PALOMA NEGRA

Houve uma vez uma pomba de plumas negras e alma libertária .
Quando pequena contraiu uma enfermidade e uma das patinhas ficou mais curta.
Habitou com sua família em uma casa azul.
Era filha preferida de seu pai.
Em um fatídico dia teve seu corpo atravessado por uma barra de ferro .
A estaca trespassou-lhe a alma corpo e espírito . Seu destino foi traçado ali.
A dor tornou-se sua leal companheira por toda a vida.
Era uma figura de comportamento peculiar.
Enquanto convalescia das seguidas cirurgias imobilizada, tinha somente suas asas livres.
Ela começou a pintar.
Seus pais fixaram um espelho acima de seu leito e ela passou a ser personagem de si mesma...
Apaixonou-se por um garboso e sedutor elefante que por ali também fazia suas pinturas.
Por ele teve amor profundo.
Amor além da vida e da morte.
O elefante nutria por ela grande amor,mas sempre que tinha oportunidades se entregava em prazeres físicos a toda espécie de fêmeas que por sua vida cruzasse.
Ela, sabia. Também teve suas aventuras.
Dilacerou-se em tristeza quando o elefante seduziu a sua irmanzinha mais nova tomando-a como amante .
Sonhou ter filhos, mas sua tragédia de vida a impediu.
Possivelmente sua dor maior.
Seus trabalhos, uma biografia pictórica.
Ela tornou-se mais popular que o elefante e ele era seu maior admirador
Jamais em toda história a dor foi representada de forma tão colorida, intensa, visceral, intrigante,chocante e verdadeira em uma pintura.
Quando teve suas patinhas amputadas ela escreveu em seu diário: “Pés, para que os quero se tenho asas para voar...”.
Tantas cicatrizes no corpo, vida e alma ...
Tanta intensidade na vida de um só ser.
Sua fragilidade física foi sua fortaleza interior.
Pouco antes de morrer escreveu em seu diário:
Espero alegremente a saída- e espero nunca mais voltar-Frida Kahlo



Texto e Montagem:Eliana Maria Lopes S. de Andrade

35 comentários:

Liliane Sastre Nunes disse...

Simplesmente divino.
Caso haja melhor adjetivo este se aplica ao texto.
Singelo.
Parabéns Nana! Belo Pitaco!
;]
Me visita
http://rabiscancia.blogspot.com/

Bruno R.Ramos disse...

Um texto muito forte, de impressões marcantes, metáforas que alcançam-nos a vida. Em meio a tantos acordes musicais, sentimo-nos transportados a essa surrealidade, onde a dor toca-nos pelo imaginário. É um doce, suave e cinestésico vôo pelas palavras... Lembra-nos as dores e perdas de um tempo esquecido. Muito tocante mesmo. Parabéns!

Isadora Araújo disse...

Muito bonito. E muito profundo também.

É algo tão simples, uma história tão bonita, mas ao mesmo tempo, melancólico.

Parabéns pelo blog!

Euzer Lopes disse...

Metáfora de uma vida:

Medo? Por que me tentas, se tenho a coragem para seguir em frente?

Nati. Nah. Natália Siqueira ; disse...

texto lindo, singelo e bastante profundo. adorei ;

parabéns!

Gabriel Novais disse...

Voce escreve super bem!!

E bom saber que ainda existem pessoas que se enteressam pela leitura e escrita culta!

Liane Lima disse...

oi adorei receber seu comentario!entao perço uma juda1
como e que faço para ativas os meu comentario para todos verem que e pra comentar?
me ajuda plis!

Arthurius Maximus disse...

Uma fantástica e maravilhosa lição de vida. Um belo texto e uma ode a vontade de viver.

Calango Net News disse...

A frase da artista plástica Frida é sensacional, apesar de achar "triste". Mas, ela aparentava ter esse lado melancólico. Mas as obras dele são, sem dúvida, de arte digna e pura.

Se o texto for seu, meus parabéns. Grade criatividade de expressão com as palavras.

Abraço!

http://calangonetnews.blogspot.com/

paula barros disse...

Metáfora. Vida. Sentimento. Um texto que fala com os sentimentos.
Nana, deixei um selo lá no blog.
Queria mesmo era gritar para o mundo que gosto, admiro e fico encantada com a forma como você escreve.
Mesmo que não participe dessas brincadeiras, a intenção foi dizer da admiração e ver se outras pessoas venham a conhecer o seu blog. A admiração continuará crescendo.
abraços

Feänor disse...

Interessante a mensagem de superação pela arte...

E isso é mais uma prova de que, às vezes, a dor é necessária na vida. Não apenas porque aprendemos e amadurecemos com ela, mas também porque perderíamos boa parte das belas e eternas canções melancólicas que os bardos declamam em homenagem a tais acontecimentos.

Eu não conhecia Frida Kahlo, e procurei pesquisar para compreender melhor a dimensão do seu texto. Uma mulher de vida sofrida e de obra enriquecida pela dor, o que reforça minhas conclusões anteriores.

Parabéns, Naninha!

Desculpe minha ausência, mas estou tentando me tornar delegado no momento, e os estudos estão me matando...

Ah, passa no meu blog. Tem uns selinhos pra você!

Bjs!

Debora Ferreira disse...

show de bola esse texto !muito bonito, muito bem escrito...
gostei MUITO (:

Ana Marques disse...

Nana,

Na boa, falar de Frida Khalo é sacanagem, na segunda frase saquei que era ela e fui lendo, entre comovida e alegre, por ver que depois de tantos anos, uma guerreira como ela recebe homenagens tão fantasticamente singelas.

Parabéns.

P. Florindo disse...

Ai, pobre pomba hein. Bom, assim também acontece na vida real. Dificuldades, paixões e decepções.

Conquistadores (Didixy) disse...

Muito bom. A música que estava tocando em seu blog é muito legal. Curto muito esse estilo, tocado.

dudalak disse...

amei seu texto, muito maneiro, e desculpe pelo layout do meu blog, jah encomendei outro mas naum sei qndo fik pronto [:(]
Amei seu blog!
BjoOos

Marcus Vinicius disse...

amiga teu blog eh show
e dps vc diz q eu escrevo bem!
vc q dah show com as palavras
um abra�oo

EDUARDO GOMES disse...

Nossa, achei tão deprê. Tomara que no próximo post que eu ler em seu blog tenha algo mais alegre.

Coitada da pombinha.

tchau.

João de Carvalho disse...

Concordo com o Eduardo... muito depre. Quem sabe não haverá um "Paloma Negra II: A ressurreição da pombinha"

To brincando.. agora falando sério, adorei as metáforas, parabens...

“Pés, para que os quero se tenho asas para voar...”. Muito bom

Gabriel Sioli disse...

Nossa, eu não conhecia a história dela. Muito chocante, eu diria... Parabéns por mais esse pitaco. Aliás, todos os seus pitacos são ótimos...

Tudo de bom! Sucesso!

jlou disse...

Não sei como encararia uma vida feito a dela... só posso dizer que a admiro muito!!!

Belo texto

www.jlouthings.blogspot.com

Nana Lopes disse...

Galera.Para quem nao sabe, fiz uma metafora com a vida de Frida Kahlo, grande pintora.rss

Nath. disse...

Muittooooo bom mesmo!!

Lhaiza disse...

nossa!
q triste!
tadinha da pomba!!

+ eh um ótimo texto...
uma ótima lição de vida!

bjuu

http://bandas-independentes.blogspot.com

O Árabe disse...

Bonito, Nana! Mas a verdade é que precisaremos voltar, até que a tristeza se apague em nós... :)

Everaldo Ygor disse...

Olá...
Paloma negra... LINDO
Um belo blog por aqui... Ilustrado pela eterna lembrança de Frida Kahlo e Rivera...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Everaldo Ygor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nanda Kiedis Declama disse...

“Pés, para que os quero se tenho asas para voar...”.
Ahhhhhhhhhhhhhh perfeito!!

Bjs

Alcione Torres disse...

Ai, que dó!

Zero disse...

Caracaaa!!!
achei muito foda essa descrição que fizeram da vida de fride em cima do "pelido" que chamara-ne certa vez perto de diego!!!

adoro os dois, sou fã de frida, ela muito intensa sua história é perfeita. ela sentiu tudo que o ser humano tem pra sentir no corpo, em dobro!!!

lindo texto!
Bju

Nana Lopes disse...

Obrigada Zero, o texto é meu mess!rs

Douglas Lourenço disse...

muito bom mesmo parabéns pelo post...até mais.

Canto das Brisas disse...

pelo menos ela finalmente ficou livre de toda dor...

belo texto =)

obrigada pelo post, e tirei a verifica�o de palavras
valeu pela dica! uuahauhauha

beijo!

Vanessa

Pedro Ojeda Escudero. disse...

Me ha gustado mucho el texto... y más la oportuna referencia de Frida.

Guidha Cappelo disse...

Parabéns!!!!
Eu não te conhecia mas agora vou te seguir! rsrsrsrs
Sou fã de Frida antes mesmo de aparecer o filme, me apaixonei por ela na minha época de belas artes na faculdade!
Amei a história dela, o filme o livro, enfim!
Só que agora quero levar teu texto pro meu blog. Só quero levar pq ele está BRILHANTE! Tenho certeza que teus dedos brilharam ao escrevê-lo.... Amei mesmo!
Achei o máximo também o textinho rolando. Como vc colocou?
parabéns querida!
Fico aguardando tua resposta!
Fica com Deus!