terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Da série:Musica que cola



Para variar  amanheci com essa canção antiguinha na cabeça.
Gosto dela, de todas as suas releituras.
Tem uma temática sobre o efêmero, e me faz pensar em como a vida é fluída e volátil .
Jamais devemos deixar as coisas e pessoas importantes passarem por nossas vidas desapercebidas.
A vida é  tão obviamente rara como já observou o Lenine em uma canção.
Também entendo que  pessoas, problemas e coisas ruins são como poeira ao vento,passam logo.
Somente importa é o amor que damos e o que recebemos, é claro.
Vamos flanar pela vida.Deixemos fluir para poder fruir.

Poeira ao vento

Kansas

Eu fecho meus olhos
Só por um momento e esse momento se vai.
Todos meus sonhos
Passam diante dos meus olhos, uma curiosidade.
Poeira ao vento
Tudo que eles são é poeira no vento.

A mesma antiga (ou velha) canção
Só uma gota d’água no oceano infinito.
Tudo que fazemos
Desintegra-se à terra, embora nós recusamos ver.
Poeira ao vento
Tudo que nós somos é poeira no vento.

Não fique parado
Nada dura para sempre, só o céu e a terra.
Isso vai embora
Nosso dinheiro não vai comprar outro minuto.
Poeira ao vento
Tudo que somos é poeira no vento (tudo que somos é poeira no vento).
Poeira no vento (tudo é poeira no vento)
Tudo é poeira ao vento.

Kansas-Tradução de Dust in the wind de 1975



29 comentários:

Tyaguim disse...

Serei sincero...
Não sei o que comentar...
Tudo é poeira ao vento
Não tenho pressa, só pra constar
Passei ali, vi um link e fui comentar
Quando atualizei, era outro o link acima...
O seu, citando Lenini, que me lembrou a saudoza Maria Rita...
Abraço

Carlos Vin disse...

É... Não tem nada mais completo do que definir o que todos somos - Poeira ao Vento...

Bela canção, Nana... Eu não conhecia

yanZito disse...

parece ser boa, nao conheço a banda mas tenho um vinil deles aqui q até estou vendendo...rsssss

vou baixar essa musica e quero ver se é boa msm heimmmm.......

;)

Ahdriano disse...

Bom...eu tbém gosto dessa música. Como vc, eu sempre acordo com uma música na cabeça...Algumas vezes, são músicas alegres que dão o indício de que meu dia será muito bom, outras vezes, musicas não tão alegres, que dão o indício de que meu dia corre grandes riscos...e como eu respiro música e me alimento de música, acredito que sempre a música do dia pode te trazer grandes revelações, grandes alegrias, ou algumas tristesas.

Passa no humoricando

http://humoricando.blogspot.com

mary disse...

Nossa insignificância...

Linda música!

beijos..
www.outroblogdamary.com

Tyaguim disse...

Naninha...tudo que tem lá no meu blog é meu, exceto alguns vídeos.
Abração!
Valeu pela visita!

Tyaguim disse...

Qual seu real nome Nana?
A pergunta é porque farei um link do teu blog no meu.
ps: responda se quiser, claro!

Abraço

Bill disse...

Caraca!!!! Essa m�sica � de 65? Pensei que fosse mais recente!
Anda sumida, dona Nana!!! Passa l� na reda�o, que t�o falando de voc�!
Bjos!

Marcio Nel Cimatti disse...

Belas imagens!!!

Abs!

Hugoso disse...

Sim, eu usei a versão do Pedro Bial como exemplo justamente porque eu acho ela tosca.

A respeito do seu post, o nome da música é 1965? Sempre achei que era "Dust in the wind", hehe. Muito bom acordar com uma música tranquila como essa na cabeça.

Obrigado pela visita, abraço.

Anônimo disse...

Gosto muito dessa música, até porque ela têm um significado especial na minha vida. Para mim, musicalmente falando, ela têm uma ligação direta com "Wond'ring Aloud" do Jethro Tull.
Ítalo

Deborah (Alma Collins) disse...

É bem legal essa música, mas acho que sempre alguém carrega uma música que não se apaga com o vento. Acho que esse alguém é quem inspirou estas poesias que são escritas. Obrigada pelo elogio ao meu blog. Um grande abraço

Rino disse...

Booooooa!!!

Fire disse...

Nossa que bonitinha a letra da música!

Nunca a ouvi!

Tbm em 1965 eu num era nem um espermatozóide! =P

Bjos Nana

MH disse...

Adoro essa musica Poeira ao vento.
Principalmente a parte que a Ivete grita
Poeiraaaaaaaaaaa!!! levantou Poeiraaaaaa!!!!!!!!!

rsrs brincadeirinha

bj

Vírgula Antenada disse...

Lenine diz bem.

A música que cita é realmente bonita.

"Tudo que nós somos é poeira ao vento"

Ronaldinho disse...

eu gosto dessa musica, é muito boa

e sempre acordamos com uma musica na cabeça né? tanto que até comunidade no orkut eu fiz para isso ;0)

Nana Lopes disse...

Gente , desculpe o erro de datas. A data certa é 1975 quando foi composta e entrou no Lp do Kansas em 76/77.!!
Mesmo assim é antiguinha,rsssssss

Elton.Breakout disse...

Eu..já..tinha..ouvido..essa..musica..algumas..vezes...porem..ñ..sabia...a..tradução..pq..ñ..faz..o ..meu perfil..d.musica....mas..a..tradução.é.bela.
fuiz

Ju Ogata disse...

Adorei a musica. Vou procurá-la para baixar!

Tudo é poeira ao vento. Sem exceções.

Boa sorte com o blog!

Beijão ;)

http://juogata.blogspot.com/

Paulo Roberto disse...

KKKKKKKKKKKKK, MH é muito onda, ele é ilário, muita onda mesmo...
Ivete canta essa música?

Lenine é Lenine nana, é o cara,
E nós? Nós somos Poeira ao Vento!
Ta faltando um pitaco teu lá no blog.
Abraço!

Paulo Roberto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Roberto disse...

KKKKKKKKKKKKK, MH é muito onda, ele é ilário, muita onda mesmo...
Ivete canta essa música?

Lenine é Lenine nana, é o cara,
E nós? Nós somos Poeira ao Vento!
Ta faltando um pitaco teu lá no blog.
Abraço!

Ju Ogata disse...

Oi!

Obrigada pelo comentario.

E aproveitando q estou aqui .. onde posso conseguir templates para o blog!?

Beij�o

http://juogata.blogspot.com/

Pedro Ojeda Escudero. disse...

Esas viejas canciones que, de pronto, vuelven a la cabeza y te llevan a otros tiempos, otras gentes, otros lugares. Son parte de nosotros.
Saludos.

Edson Marques disse...

Somos poeira E vento!

Veja que as belas canções resistem ao tempo.



Abraços, flores, estrelas..

Carol Barcellos disse...

Nana, essa música é antiga mas cola mesmo! Quem é que não conhece? Cecília Meireles tb gostava de escrever sobre como a vida é efêmera. Às vezes, dá um nervoso pensar na nossa fragilidade humana, mas como vc disse, por outro lado, é bom pensar como as coisas ruins tb se encaixam perfeitamente na gaveta "Coisas Passageiras" do tempo.
Bela escolha, querida!

Beijos doces cristalizados!!!

Dear_Quel disse...

Oiii....

Eu indiquei seu blog pra dois selos e um meme, passa lá e deixa seu e-mail ok.

Abraçoss!! ^^

Nana Lopes disse...

Obrigada pelas visitas crianças!!
Italo, voce que nao possue blog, agradeço aqui e farei uma bela postagem sobre Wond'ring Aloud" do Jethro Tull.
que tem uma letra belissima!!